Bate-papo do dia 06/Maio/2017

Log do encontro de Ubatuxianos no dia 06/Maio/2017

1) Projeto de formação de monitores de oficinas de software/hardware livre nas escolas

A ideia aqui é de formular um projeto de treinamento de alunos da rede pública de escolas técnicas para que eles possam ministrar oficinas de software e hardware livres para os alunos do ensino básico e fundamental. Com o projeto em mãos, procurar apoio para sua realização.

2) Software livre de gestão de negócios

Aqui a ideia é juntar os programadores da cidade que desejam trabalhar em conjunto para o aprendizado de novas técnicas, ambientes e linguagens de programação, trocando conhecimentos e gerando um produto. Unindo o útil ao agradável, pensamos em pegar a Doca 390 como um caso de uso para desenvolver um módulo de gestão de bares/restaurantes. Vamos contar com a ajuda de profissionais experientes na gestão de desenvolvimento em equipes, métodos ágeis, etc e tal. Felipe Fonseca comentou de um camarada que trabalha com Odoo e tem interesse em vir pra Ubatuba, podemos agitar uma oficina com ele sobre esse software de gestão empresarial de origem européia q está sendo bem difundido no mundo todo. O Cesar Brod pode ministrar uma oficina de métodos ágeis para a gente treinar na prática. E por aí vai girando a roda.

3) Organização da Semana Tecnológica de Ubatuba, com a presença do Maddog, na semana do aniversário da cidade

4) Oficinas pré-Ubatux

Montar um calendário de eventos sobre Linux nos laboratórios das escolas públicas. O Felipe Elidio consegue o lab do Tancredo. Vamos visar a certificação Linux Essentials para atrair a galera mais nova e podemos montar um calendário de aulas para a obtenção da certificação LPIC-01.

Vamos pensar juntos 2017?

Esse ano aconteceram coisas interessantes e importantes. A gente está se encontrando, se conhecendo. As ideias estão aparecendo, madurando, instigando. Tem muita coisa pra ser feita. Precisamos conversar sobre isso.

Esse sábado 26, às 14h, no espaço de trabalho coletivo Ninho (rádio Gaivota)!

Rua Dr. Esteves da Silva, 147 – Centro (Ubatuba)

Certificação Linux Professional em Ubatuba

Começo de outubro, Ubatuba foi palco de uma jornada histórica pro movimento do software livre na região. Primeiro Encontro de Cultura e Software Livre com a participação de Cesar Brod e Jon “Maddog” Hall, e primeira rodada de certificações profissionais LPI – Linux Essentials. 23 estudantes, professores, entusiastas e profissionais da área tiveram oportunidade de obter a sua primeira certificação profissional de TI reconhecida mundialmente. Na ocasião, conversamos com o Cesar Broddiretor de desenvolvimento regional do LPI para o Brasil – sobre o assunto:

Faz sentido uma certificação profissional Linux aqui na região?

“Especialmente para profissionais que desejam prestar serviços ou criar seus modelos de negócios fora dos grandes centros urbanos, faz muito sentido. E hoje, com os problemas que vemos nas metrópoles, já observamos uma evasão de profissionais delas para cidades menores, com mais qualidade de vida. Assim, para os que pretendem seguir uma carreira profissional com Linux e softwares livres, mas que desejam ter Ubatuba como a sua base, a certificação profissional é um diferencial importante.”

Assim, para os que pretendem seguir uma carreira profissional com Linux e softwares livres, mas que desejam ter Ubatuba como a sua base, a certificação profissional é um diferencial importante.

“Imagine o cenário em que um profissional de São Paulo se estabeleça aqui e necessite montar um grupo de trabalho com pessoas que conheçam Linux. Para ele, será muito mais fácil já contratar pessoas que tenham uma certificação. Aliás, muitas empresas passaram a confiar mais nas certificações do que em seus próprios testes de admissão. A certificação abre portas.”

“A realidade atual é a de que há mais ofertas de trabalho do que profissionais que as atendam. Empresas internacionais já estão buscando profissionais, independente de onde moram, para contratar serviços remotos. E quando falamos em computação em nuvem e aplicações para dispositivos móveis estamos falando de Linux. Quando uma empresa vai escolher quais profissionais irão trabalhar com ela, aqueles que têm certificado ficam no topo da lista.”

A realidade atual é a de que há mais ofertas de trabalho do que profissionais que as atendam.

“Claro, não é só a certificação que é importante, mas a comunidade de profissionais que surge a partir dela (ou delas, claro, porque a carreira profissional segue adiante). É importante construir um currículo baseado na colaboração com projetos comunitários em software livre e Ubatuba já tem mostrado seu talento para isso, a ponto de ganhar destaque em recente publicação internacional da O’Reilly Media.”

O’Reilly Media – Open Source in Brazil: https://www.oreilly.com/ideas/open-source-in-brazil

Baby, Light my Firewall

Quando era usuário do SO da Microsoft, primeira coisa que eu fazia após formatar o HD e reinstalar o sistema – coisa que acontecia com bastante frequência – era instalar o firewall e o antivírus, trocar o Internet Explorer pelo Mozilla Firefox, e só depois conectar à Internet para navegar, fazer atualizações e downloads. Quando troquei pelo Linux, pude esquecer de tudo isso… até umas poucas semanas atrás. Resulta que alguns colegas começaram a brincar de hacker e então foi preciso tomar algumas precauciones. Se eu facilitava demais, eles não iriam aprender muita coisa, concorda?

O assunto hoje não vai ser antivírus, que tem pro Linux também, claro, mas sim firewalls. Existe iptables que permite programar as tabelas do firewall a nível do Kernel, extremamente potente e flexível mas nada fácil de se mexer com ele. Uma alternativa descomplicada é UFW (Uncomplicated Firewall). Continue lendo “Baby, Light my Firewall”

Como Instalar o IDE Arduino

Esses dias recebi uma consulta sobre como instalar o IDE Arduino no Ubuntu Linux. Aproveito então para deixar esse mini tutorial que pode ser útil para mais alguém. O procedimento, também deveria funcionar nas distros derivadas do Ubuntu (Mint, Elementary, Deepin, etc).

A instalação é muito simples, vamos pro link de download do site oficial e procuramos a última versão. Precisaremos escolher entre 32-bit e 64-bit, segundo a arquitetura do nosso processador. O site também solicitará uma contribuição voluntária para ajudar a manter o projeto. Podemos optar por contribuir ou simplesmente fazer o download e contribuir em uma outra ocasião ou de uma outra forma que não for em dinheiro.

O resultado será um pacote com extensão “tar.xz” que precisaremos descompactar. Podemos fazer isso com o menu contextual, apertando o botão direito do mouse, ou na linha de comandos:

$ tar xvf arduino-1.6.*-linux*.tar.xz

E para instalar:

$ cd arduino-1.6.*
$ sudo ./install.sh

Agora, é só procurar “Arduino” no dash do Ubuntu e lançar o IDE.

O grupo “dialout”

Se você tentar se comunicar com o Arduino e receber um erro do tipo: “Error opening serial port…”, será necessário realizar mais um procedimento. Para estabelecer a comunicação serial com a placa Arduino via USB precisamos pertencer ao grupo “dialout”.

permissao

Vamos lá:

Dependendo o modelo da sua placa, a porta serial vai ser ttyACM ou ttyUSB. Então, conecte a sua placa na porta USB e vamos verificar:

$ ls -l /dev/ttyACM*

ou

$ ls -l /dev/ttyUSB*

Na minha plaquinha chinguilingue chinesa o resultado é o seguinte:

crw-rw---- 1 root dialout 188, 0 Out 20 12:17 /dev/ttyUSB0

Dá pra perceber que só terá permissão de leitura e escritura o usuário root e quem pertencer ao grupo “dialout” e, como nós queremos fazer parte desse time:

$ sudo usermod -aG dialout username

Encerramos a sessão, logamos novamente, e verificamos:

$ groups

Se “dialout” aparece na listagem de grupos do usuário quer dizer que a gente fez certinho. Agora, tudo deveria estar funcionando. Não esqueça de selecionar no IDE o modelo da placa e a porta de comunicação serial.

Material de estudo para a certificação Linux Essentials

Ontem, dia 29 de outubro, Cesar Brod, diretor de desenvolvimento regional do Linux Professional Institute conduziu a primeira parte da oficina de preparação para o exame de certificação Linux Essentials na E.M. Tancredo Neves. O evento foi um sucesso, com lotação esgotada!

14463115_1095268257209475_1743079851954161117_n

Conforme prometido, abaixo estão os links para que os alunos possam seguir estudando para a prova.

Todo esse material está sob a licença Creative Commons. O que significa, resumidamente, use como desejar! Se quiser citar a fonte, agradecemos.

Você que participou do primeiro dia de curso, não deixe de treinar os desafios propostos nos slides para trazer suas dúvidas para o segundo dia, 4 de outubro, a partir das 19h00, no mesmo local.

Ainda não tem uma distribuição Linux instalada na sua máquina? Não tem problema: acesse este link para dicas de como experimentar o Linux mesmo numa máquina rodando aquele sistema fechado das janelinhas.

Saudações livres de toda a nossa equipe!

Cesar Brod do LPI convida a todos para o 1º Encontro Ubatux

Assista ao video de Cesar Brod, diretor de desenvolvimento regional do #LPI para o Brasil, convidando a todos para o 1º Encontro Ubatux – Software e Cultura Livres e falando sobre a programação do evento.

Para manter-se atualizado sobre as atividades, fique ligado em ubatec.com.br!

Press Release – 1o. Encontro Ubatux – Software e Cultura Livres

 

Entre os dias 7 e 9 de outubro de 2016 Ubatuba sedia o
1° Encontro Ubatux – Software e Cultura Livres, que inclui uma série de atividades tecnológicas e culturais, visando o diálogo entre o progresso e a qualidade de vida. O evento é promovido pela Prefeitura Municipal de Ubatuba, em conjunto com o Linux Professional Institute, e tem o apoio das empresas SUSE, Acesso e Sysvale.

Ubatuba, 28 de setembro de 2016 – Pela primeira vez, Jon “maddog” Hall, presidente do conselho do LPI – Linux Professional Institute, estará em Ubatuba para participar de um evento promovido pela Prefeitura Municipal de Ubatuba e articulado pelas comunidades locais envolvidas com a produção de software livre, hardware livre, ciência aberta, rádio comunitária, entre outras: o 1.o Encontro Ubatux – Software e Cultura Livres.

Na página do evento (ubatec.com.br) é possível acompanhar as atividades abertas ao público, que acontecem entre os dias 7 e 9 de outubro e incluem palestras, provas de certificação profissional em Linux, oficina de artesanato em madeira, produção de cerveja artesanal e show de música.

O evento busca incentivar, também, o crescimento e aproximação das comunidades locais de software livre e, para isso, a SUSE está enviando seu responsável pela relação com a comunidade OpenSUSE, Aslan Ramos. “A SUSE trabalha de maneira extremamente integrada com a comunidade OpenSUSE. Lembro que a maior inteligência artificial do mundo, o Watson, desenvolvido pela IBM, roda em computadores com o SUSE Linux. Só isso já mostra o universo de oportunidades que existem para aqueles que começam a trabalhar com o Linux”.

Leandro Ramalho, um dos organizadores do evento, optou por morar em Ubatuba desde 2008, é ativo colaborador das comunidades locais que atuam em várias formas de tecnologia livre e coordena as oficinas de Arduino e Hardware Livre que acontecem na ETEC Paula Souza. “Fiquei surpreso ao, recentemente, ter sido contatado pela O’Reilly, a maior editora técnica internacional, para falar sobre nossa experiência em Ubatuba. Isso mostra a visibilidade que já estamos tendo e o quanto podemos potencializar isso em oportunidades para a nossa região. Torço para que essa visibilidade sensibilize as operadoras de telefonia para que melhorem a qualidade de acesso à internet, pois a capilaridade do acesso à rede é condição primordial para o crescimento da comunidade tecnológica local. Um acesso de qualidade favorece o surgimento de novas oportunidades de trabalho na região. Nesse sentido, um dos destaques do evento será a palestra do “maddog” sobre o Projeto Cauã, exemplo de idéia que une tecnologia com oportunidade de geração de renda para os jovens”, diz.

Segundo Alejandro Druetta, entusiasta de tecnologias livres e um dos organizadores do evento, “foi possível criar um momento aqui em Ubatuba, onde conseguimos visibilidade de nosso trabalho e obtivemos o patrocínio, até agora, de três empresas. A SUSE, uma distribuição Linux de origem alemã; a Acesso, empresa de gestão de documentos e grande usuária Linux em São Paulo e a Sysvale, fábrica de software livre do Vale do São Francisco, estão contribuindo com bolsas para provas de certificação aos alunos da rede pública, que poderão também ser feitas pelo pessoal de nossa região. Por isso, para preparar o pessoal para essas provas, que ocorrerão no sábado, dia 8, como parte do Encontro Ubatux, ministrarei junto com o Leandro Ramalho, sócio da Acesso e organizador do evento, e com o Cesar Brod, diretor do LPI, uma oficina de dois dias, focada nos tópicos da certificação Linux Essentials do LPI.”

A oficina de Linux Essentials ocorrerá nos dias 29 de setembro e 4 de outubro, no laboratório da ETEC Tancredo Neves, onde está instalado o Ubatux, a distribuição Linux criada pela Secretaria de TI da Prefeitura de Ubatuba, sob a coordenação de Pedro Seno, secretário municipal da fazenda e de tecnologia da informação.

“Eu mesmo já trabalho com o Linux há mais de dez anos, mas aproveitarei essa oportunidade para me certificar, pois acredito que isso é muito importante para a carreira profissional de todos que trabalham com Linux. Também será muito bom conhecer, pessoalmente, o Jon “maddog” Hall, uma das figuras mais importantes e precursores do software livre e poder mostrar a ele o que temos feito por aqui.”, diz Pedro Seno.

O próprio “maddog” complementa: “sei que em Ubatuba há 14 laboratórios em escolas municipais usando o Ubatux. Estou muito curioso para visitar um laboratório e conversar com o pessoal da região sobre possibilidades de geração de empregos e oportunidades. Ouvi que a cidade é muito linda e também quero aproveitar para poder conhecer algumas de suas praias e experimentar a cerveja artesanal produzida aí.”

Álvaro Gonçalves, coordenador dos cursos de informática da ETEC Paula Souza, incentiva seus alunos a aproveitarem a oportunidade para fazer a prova de certificação: “A Linux Essentials é a porta de entrada para uma série de certificações oferecidas pelo Linux Professional Institute e essa é a primeira vez que temos esse tipo de certificação em nossa região. Sempre digo a meus alunos que, além do currículo acadêmico, é importante provar o conhecimento em temas exigidos pelo mercado. Não há dúvida que o Linux é um tema atual, cada vez mais presente. Afinal, Android é Linux e a maioria das coisas que estão na nuvem e são motores do que é distribuído na forma de serviços na Internet também é Linux!”, afirma Álvaro.

A produção de cerveja artesanal é outro ponto alto do evento, com uma brassagem coletiva que ocorrerá no Universo Cervejeiro, pertinho da padaria Integrale, durante o domingo, onde também acontece uma oficina de artesanato e a apresentação do grupo de choro Tiê Trio.

Para informações atualizadas, visite ubatec.com.br ou mande um e-mail para contato@ubatec.com.br

 

Inscrições abertas para o Refresca-memória e Prova de Certificação Linux Essentials

lpi_linuxessentials

Olá, Comunidade Linux! As inscrições para a trilha de certificação Linux Essentials estão abertas!

Você poderá se inscrever em 3 atividades:

  • (VAGAS ESGOTADAS!!) Curso Linux Essentials – O curso será ministrado por Cesar Brod, diretor regional do Linux Professional Institute, Leandro Ramalho, programador e sócio da Acesso, e Alejandro Druetta, entusiasta do Linux e aluno da ETEC Paula Souza. Serão 2 aulas realizadas no laboratório de informática da E.M. Tancredo Neves: a primeira na quinta-feira, dia 29/09, e a segunda na próxima terça, dia 04/10, todas às 19hs e com duração de 3 horas cada. As vagas são gratuitas, mas limitadas! Todos os participantes receberão certificado de participação. O curso Linux Essentials foi desenvolvido para ajudar os candidatos à certificação do LPI. Serão cobertos todos os tópicos presentes na prova. Não é pré-requisito, mas alguma experiência com uma distribuição Linux ajuda.

Ao final da segunda aula será aplicado um simulado e os primeiros colocados receberão de presente a taxa de inscrição para a prova de certificação. Isso é inédito e foi possível graças ao apoio da SUSE, Acesso e SysVale. Os alunos que não conseguirem a bolsa poderão prestar a prova pelo preço promocional oferecido pelo LPI especialmente para o 1o. Encontro Ubatux.

  • Refresca-Memória – No dia 08/10, sábado, a partir das 9hs, será oferecido um refresca-memória dos tópicos da prova Linux Essentials, com duração de 3 horas, no auditório da E.M. Tancredo Neves.
  • Prova –  A prova será realizada no mesmo dia do refresca-memória, sábado 08/10, às 14hs, e tem duração de 1 hora. Será realizada no auditório da E.M. Tancredo Neves.

Para aqueles que não se classificarem para a bolsa oferecida pelos apoiadores SUSE, Acesso e Sysvale, restrita aos participantes do Curso de dois dias Linux Essentials, a prova ainda poderá ser adquirida pelo valor promocional oferecido pelo LPI ao 1o. Encontro Ubatux: R$ 200,00, a ser pago em dinheiro ou cheque até uma hora antes da realização da prova.

Faça sua inscrição pelo formulário abaixo, selecionando as atividades disponíveis (utilize Ctrl para mais de uma), lembrando que as vagas para o curso Linux Essentials estão esgotadas, e aguarde a confirmação.

Vale relembrar que as vagas para todas as atividades são limitadas. Por isso, só faça a inscrição se você realmente tiver interesse em entrar no mundo do software livre!

Bons estudos e boa sorte na prova!

1o. Encontro Ubatux – Software e Cultura Livres

whatsapp-image-2016-09-28-at-12-10-20

Olá, Comunidade Linux de Ubatuba e região! Entre os dias 7 e 9 de Outubro de 2016 vai acontecer em nossa cidade o 1o. Encontro Ubatux – Software e Cultura Livres, com a presença de John Maddog Hall! Nestes 3 dias de evento, com o apoio da Prefeitura Municipal de Ubatuba, LPI, SUSE, SysVale e Acesso, vamos conversar sobre as vantagens do software livre, assistir palestras com John Maddog Hall e Cesar Brod e poderemos, pela primeira vez no Litoral Norte de São Paulo, fazer a prova de certificação LPI Linux Essentials, porta de entrada pra as certificações avançadas em Software Livre que vão fazer sua carreira deslanchar.

Além disso, haverá uma grande festa no domingo, dia 9 de Outubro, começando 10hs, no Universo Cervejeiro, novo ponto de encontro da galera que gosta de cerveja, onde faremos uma leva de cerveja especial para o evento: A Free Beer! A receita será compartilhada, e todos poderão ver o processo de fabricação de um lote de 20 litros de cerveja, partindo dos maltes até chegar no mosto para fermentação: moagem, cozimento, fervura e adição de lúpulos, resfriamento e adição da levedura. Em paralelo, teremos a presença do artesão Rob, originário da Casanga, que estará fazendo sua arte em madeira ao vivo, pra todo mundo ver e curtir. Pra fechar com chave de ouro, à partir das 15hs teremos som ao vivo, um bom choro, com o Tiê-Trio. Tudo isso regado a cerveja artesanal produzida localmente pelo Coletivo Cervejeiro de Ubatuba e com petiscos da Padaria Integrale. Não dá pra perder!

 

Em breve teremos mais atualizações. Fique ligado!