Baby, Light my Firewall

Quando era usuário do SO da Microsoft, primeira coisa que eu fazia após formatar o HD e reinstalar o sistema – coisa que acontecia com bastante frequência – era instalar o firewall e o antivírus, trocar o Internet Explorer pelo Mozilla Firefox, e só depois conectar à Internet para navegar, fazer atualizações e downloads. Quando troquei pelo Linux, pude esquecer de tudo isso… até umas poucas semanas atrás. Resulta que alguns colegas começaram a brincar de hacker e então foi preciso tomar algumas precauciones. Se eu facilitava demais, eles não iriam aprender muita coisa, concorda?

O assunto hoje não vai ser antivírus, que tem pro Linux também, claro, mas sim firewalls. Existe iptables que permite programar as tabelas do firewall a nível do Kernel, extremamente potente e flexível mas nada fácil de se mexer com ele. Uma alternativa descomplicada é UFW (Uncomplicated Firewall). Continue lendo “Baby, Light my Firewall”